A toca dos sonhos

Os cinco caras camaradas
todas as noites ouviam na toca
a guitarra do inacreditável.

Em suas bocas a alegria,
além do doce vinho tinto,
que brindavam à juventude.

Suas mentes povoadas por garotas,
sonhos do amanhã que chegava
paulatinamente a cada amanhecer.

Entre um lance e outro
no velho tabuleiro de xadrez
a coroação de peões imberbes.

Os inúmeros rabiscos na parede, 
os versos românticos mal escritos,
as canções tantas vezes balbuciadas.

Ah, meus amigos
o tempo passa,
inacreditavelmente.

Quando abrimos os olhos, 
e nos percebemos no espelho,
os cabelos brancos já apareceram.

Mas a canção continua tocando,
e então me pergunto o que fizemos
que não vimos o anoitecer.

Talvez estivéssemos tão entorpecidos
pelos nossos sonhos juvenis
que não percebemos o mundo mudar.

Ou será que fomos nós?

A toca agora está vazia e solitária
a taça está quebrada e sem vinho
o rei perdeu a sua dama e seu reinado.

Pergunto-me onde estarão nesta noite fria,
meus cinco velhos camaradas,
ainda são alegres? ainda sonham?

Do fundo do meu coração desejo
que estejam bem e felizes com suas vidas,
sozinhos em seus lares ou com suas famílias.

Eu aqui me vou,
vez ou outra,
sempre, como agora...

na toca dos sonhos, 
confortavelmente entorpecido
pelas lembranças que se reavivam.

Sim, mudamos, mas jamais nos esqueçamos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s