Proposta Linear x Valorização da Carreira Militar

Após visualizar a Audiência Pública/Debate sobre subsídios para a Segurança Pública realizada nesta quinta-feira (23), pela TVAL, fico com a impressão dos fins meramente eleitoreiros de alguns deputados e “líderes” de associações. Nitidamente, muitos confundem a Carreira Militar, pura e simplesmente, com a “remuneração”.

Antes, é claro, vale destacar que é uma opinião pessoal, uma leitura do contexto que percebi. – Evidente que essa opinião vem carregada de história pessoal, de muito estudo, escolhas, renúncias pessoais em prol da carreira que escolhi, e a qual continuo me esforçando para bem me preparar para servir. – E nesse passo, espero, por mais dez anos que terei pela frente…

Carreira Militar x Salário

Essa confusão é compreensível por parte dos civis, estejam eles ocupando uma cadeira na assembleia ou não, mas quando ouço dos militares, atinge a alma, pois não estão preocupados de fato com a carreira militar e suas peculiaridades, mas sim, e tão somente, com a questão financeira. – Se fossem cálculos bem feitos, ainda vai lá, mas o contrário é, infelizmente, verdadeiro.

“Houve um tempo em que o sargento era considerado um líder, um elo, agora essa graduação tornou-se, simplesmente, uma oportunidade de aumento salarial.”

Vejamos, pois, uma comparação da graduação dos praças, considerando o tempo para promoção e o comparativo com a proposta de governo (Proposta PL) e a proposta de alguns membros do legislativo (Proposta Linear):

Carreira dos praças da Polícia Militar

Soldado 3ª Classe: após formado no Curso de Formação de Soldados
Proposta PL: R$6.000,00 | Proposta Linear: R$6.704,73
Diferença: R$704,73

Aqui houve uma valorização "burra", pois em apenas um ano o soldado 3ª Classe será 2ª Classe, e a diferença de R$704,73 deixará de ser paga efetivamente aos policiais.

Soldado 2ª Classe: automático após um ano na 3ª Classe
Proposta PL: R$6.500,00 | Proposta Linear: R$6.974,23
Diferença: R$474,23

Soldado 1ª Classe: automático após quatro anos na 2ª Classe
Proposta PL: R$7.000,00 | Proposta Linear:  R$7.513,23
Diferença: R$513,23

Cabo: automático após 12 anos ou após teste seletivo interno para fazer o Curso de Formação de Cabos (CFC) tendo como requisito estar a dois anos na 1ª Classe
Proposta PL:  R$8.000,00 | Proposta Linear: R$8.464,53
Diferença: R$464,53

3º Sargento: automático após 20 anos ou após teste seletivo interno para realizar o Curso de Formação de Sargentos (CFS) tendo como requisito estar a dois anos como cabo (com CFC).
Proposta PL: R$9.028,00 | Proposta Linear: R$9.583,63
Diferença: R$555,63

Percebam que até o 3º Sargento, todas as promoções são automáticas. Se optar, o policial poderá ir como juruna sem precisar se preocupar/submeter a nenhuma prova ou curso durante a sua carreira. 

2º Sargento: automático após quatro anos como 3º Sargento (com CFS).
Proposta PL: R$10.621,00 | Proposta Linear: R$10.900,23
Diferença:  R$279,23

As graduações de 2º e 1º Sargento, bem como a de Subtenente, estão reservados para aqueles que querem galgar as últimas graduações da carreira de praças. Passam por processos seletivos internos, cursos, mudam de cidade para realizar o CFS e correm o risco de não voltar para suas cidades de origem, e realizam o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos. Com isso, assumem funções e responsabilidades diferenciadas. Ou seja, toda uma carreira voltada para os estudos, destinando parte de suas vidas para estudar e se aperfeiçoar. - Nem todos estão dispostos a pagar o preço!

1º Sargento: três anos como 2º Sargento e com o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS).
Proposta PL: R$12.495,00 | Proposta Linear: R$12.449,23
Diferença: -R$45,77

A última graduação dos praças: Subtenente. Aqueles que desejam exercer a liderança e abnegam de seu tempo para estudar e seguir na carreira dos sargentos, normalmente pensam em conquistar essa última graduação. Por uma questão lógica de número de vagas em uma organização, há um limite, fato que nem todos chegam a essa graduação. 

Subtenente: três anos como primeiro sargento (no mínimo) e aguardar vaga de subtenente.
Proposta PL: R$16.000,00 | Proposta Linear: R$15,181,03
Diferença: -R$818,97

Considerando que foi a única graduação que perdeu substancialmente com a proposta linear (além dos primeiros-sargentos, que perderam R$45,77), que na ativa são em um número de 200, e efetivamente será o subsídio que os praças mais antigos levarão para a Reserva Remunerada, poder-se-ia reavaliar o valor do início e do final da carreira dos praças, o tempo em que de fato a diferença da Proposta PL e Linear será recebida, e a merecida conquista dos praças que chegaram na última graduação na carreira dos praças. 

“Com os retalhos das últimas negociações, o sargento deixou de ter a essência da liderança militar, deixou de ser elo em sua plenitude. Agora, querem mitigar a valorização daqueles que conquistaram a última graduação da carreira dos praças.”

No mais, parabenizo ao Deputado Floriano, pois com autenticidade e coragem mostrou que as oportunidades podem passar, e os profissionais da segurança pública podem novamente ficar sem reajuste. “Quem quer tudo, pode não conseguir nada”, destacou.

Ainda, quem de fato escutou o nobre deputado, pôde perceber a provocação que fez, ao dizer em outras palavras, que se queriam tanto o cumprimento da legislação, deveriam ter ajuizado uma ação considerando a inércia do governo. Ou seja, interpretei no sentido de que às vésperas de um ano eleitoral, os oportunistas aparecem, e cujo único objetivo é, naturalmente, o voto da grande massa. Assim, mostram-se incapazes de pensar na amplitude, nas outras tantas batalhas, mas querem perturbar o agora, cujo resultado é incerto e poderá prejudicar toda uma classe caso não ocorra um acordo.

Imagem: print durante a fala do Deputado Rudinei Floriano

Para finalizar

Enfatizo a necessidade de se pensar a carreira militar, as suas importantes graduações de liderança, o avanço salarial sim, mas não atrelado à ascensão na carreira. Sim, isso precisa ser discutido para a própria sobrevivência da classe.

11 comentários

  1. A questão não é os subtenente, mas sim o coronel que vai bater no teto do funcionalismo público com 32 mil reais por mês e ninguém mais terá um reajuste tão cedo, perde-se agora para ganharmos depois.
    Quanto a ajuizar, a Aprasc alegou que já fez isso e o estado venceu, com relação a 254.
    A linear é para toda a SSP, apenas no meio militar que tem esse jogo de ego, brio ou purpurinas.
    Existem cabos e soldados na RR que não tiveram a mesma oportunidade que os senhores, e até o grande deputado Floriano falou das provas que vazavam.

    Curtir

    • Triste realidade.,quando soldado ao praticar ,educação fisica, junto um aluno CFNP hoje ja então coronel.nós praças, tinhamos que desputar vagas ao CFS junto aos civis.2 mil escricoes para 60 vagas passei nota 8,45. Interno.ja olhando os jovens civis 110 notas 10. Ou seja gabaritados.hoje na RR ,na ativa como 3sgt e agora mesmo provento.anos sem nenhum reajuste.Iprev de 176,00 foi para 799,00 ,ou seja além de não ter reposição, pois o que porvir ja não é mais aumento e sim reposição. Além da retirada grotesca do IPREV.os aumentos abusivos dos produtos.gostaria eu receber como 3sgt.e a gasolina a 2,85 como no passado, ja hoje 6,00 reais.sem listar outros produtos ,correm juntos.fico muito triste.todos somos e temos familias.acredito eu.não desmereça quem estudou.mais respeitosamente se todos olhassem para um conjunto daria certo.as graduações, nao vem de graça, vem de serviços ao longo dos tempos,guardas 24×24 por faltar pessoal,serviços campo futebol,operações veraneio em Camboriú sem receber diárias, após muitas reclamações ,começaram a pagar,eu não desmereça ninguém, pois todos somos familias e temos valor.portanto esta mais do que certo.olhar todos da segurança publica.e repito,não é aumento,e Sim REPOSIÇÃO,

      Curtir

  2. Bom dia , Faça o mesmo com a carreira de oficiais , que vai de aspirante a coronel automaticamente … Não coloque apenas uma categoria , você está distorcendo as carreiras , falando coisas de “ sua opinião”
    Desculpa a palavra , mas você não está falando com a verdade aqui , sim colocando quem não conhece contra quem o defende ou quem o atende quando tem alguma emergência …

    Curtir

    • Perfeita sua colocação… igual a Oficiais os Subs estão se achando as bolachas recheadas da instituição….porém na verdade quem carrega o piano são os da base. Parabéns amigo

      Curtir

  3. Muito interessante seu texto, explanou de forma valorosa. Só esqueceu alguns detalhes, pequenos mas muito importantes. Por exemplo, não são alguns que querem chegar a Sub Ten, são todos. Isso não deveria ser opção e sim oportunidade. Outro detalhe, explique melhor que para um Soldado passar em um curso para Cabo precisa fazer curso preparatório, pago, disputar por poucas vagas e com provas que praticamente gabaritadas, não o permitem avançar na carreira. Explique melhor também, porque dentro da Polícia Militar os praças precisam fazer concurso interno, enquanto seus comandantes, avançam nas suas carreiras sem nenhum tipo de avaliação de mérito? A fala do Deputado Floriano, suplente do Coronel Mocelin, diz muita coisa sobre ele, principalmente, estar representando um oficial e se posicionar contra a reposição com valor superior a oficial, não ficaria bem dentro do seu gabinete. Você não acha? No final, acho que está esquecendo de mencionar que após 7 anos sem reposição, se os praças aceitarem está oferta do governo, onde o Coronel atingiria o teto constitucional, estes não poderiam receber mais reajuste, por simples impossibilidade do Coronel receber também. Ou quem sabe no futuro eles reponhem o valor dos praças e deixam o Coronel de lado?

    Curtir

  4. A análise é coesa, porém simplista. Esse reajuste linear vida aproximar mais a remuneração do soldado à do coronel, conforme prevê a legislação estadual.

    É sabido inclusive que a inflação sempre atinge mais quem ganha menos, por isso é mais justo valorizar a base.

    Não obstante, os oficiais não precisam “abdicar” de nada para alcançar o topo da carreira, ao contrário dos praças que são submetidos a concursos internos que visam segregar a carreira e criar conflito entre os pares, colocando o tempo de serviço em segundo plano, além de promover cursos que enchem os bolsos logo de quem? Isso mesmo, de oficiais!

    Outro ponto a ser questionado: será mesmo que os oficiais (e os atuais subtenentes) sofreram tanto assim com a inflação nós últimos 8 anos? Todos(!) foram promovidos no mínimo 2 vezes nesse período, com reajustes automáticos em decorrência da função. E o soldado que entrou em 2013, por exemplo, será que ele foi promovido alguma vez por tempo de serviço?

    Curtir

  5. Certa vez um camarada, que já esta aposentado há anos (como cabo, após 30 anos de combate ao crime), me contou uma história: Em momento de grande insatisfação financeira da tropa, o Tenente Coronel tentando legitimar a diferença salarial, teria dito: “Eu preciso ganhar mais mesmo. Está certo. Pq por exemplo, minha esposa não é a Maria. É a esposa do comandante do batalhão. Logo, ela não pode usar qualquer roupa, ela precisa usar roupas caras”. E é assim que ainda pensam. Não tem lógica alguma uma migalha pra uns e uma fortuna pra outros. O arroz e o feijão é o mesmo preço para todos, ser superior hierarquico não torna a pessoa um ser superior, que deve comer caviar e beber vinho caro e os inferiores carne moída e água da torneira.

    Curtir

  6. Me explica quando os cabos juranas PERDERAM uma promoção .
    Me explica que fizeram os primeiros sargentos para chegarem a sub.
    Me explica quem foi que saio prejudicado .
    Por uma diferença de 4 MESES perdi uma promoção e muitos que foram para a reserva na época também perderam.

    Curtir

Deixe uma resposta para José de siqueira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s