Quem não sofreu, não viveu

Às vezes fico pensando o motivo pelo qual algumas pessoas sofrem tanto, outras menos, enquanto alguns felizardos existenciais parece que passam desapercebidos pela dor.

E quando digo sofrimento, são os mais diversos, como acometimento de doenças, debilidades, ausência de recursos, entre tantos outros.

Há inúmeras explicações possíveis, principalmente para aqueles que acreditam na evolução espiritual. Dizem que todos nós devemos pagar um preço, sendo esta uma oportunidade de evolução. – Quem sabe!

Mas entre tantas buscas por respostas justas, as quais poderemos nunca obter, podemos afirmar que sofrimento é sim, oportunidade de crescimento e fortalecimento. – Mas tudo depende do prisma pelo qual se observa, ou seja, mais uma vez, da própria pessoa.

Imagem: https://amenteemaravilhosa.com.br/nao-permita-sofrimento-transforme/

Aceitar os acontecimentos para encontrar a motivação para seguir adiante e buscar ser o melhor possível. Talvez por esse prisma a jornada encontre um sentido em meio aos tons cinzas.

Alguns dirão que é fácil para quem nasce em berço de ouro, não possui privações de nada, que não possui limitações físicas ou psicológicas…

Contudo, se essa fosse uma verdade absoluta, não teríamos suicídios em todas as classes; brigas em família; filhos, netos que consomem a riqueza que seus pais, avós, tanto lutaram para conquistar.

Para bem ilustrar, quem não se lembra do casamento digno da mais bela literatura, mas real em sua essência, do príncipe Harry e da atriz Meghan, ocorrido em maio de 2018, no castelo de Windsor, em Londres? – Garantia de irrestrita felicidade eterna? Não, como vimos nos últimos acontecimentos envolvendo a família real. – Certamente o sofrimento mostrou a sua face, banhada em ouro e ornada em cetim, mas mostrou.

Foto oficial casamento de Harry e Meghan Markle. ALEXI LUBOMIRSKI / AFP

Diante de tantas reflexões possíveis sobre o sofrimento, laconicamente finalizo com o poema de Francisco Otaviano, que oferece, no mínimo, uma perspectiva para a nossa reflexão:

Quem passou pela vida em branca nuvem,
E em plácido repouso adormeceu;
Quem não sentiu o frio da desgraça,
Quem passou pela vida e não sofreu;
Foi espectro de homem, não foi homem,
Só passou pela vida, não viveu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s