Cerque-me com o seu amor

 Linda e amada mulher que amo
 Neste lento e derradeiro suspiro
 Prostro-me mesmo em lânguida vida 
 Para suplicar-te mais uma vez
  
 Cerque-me com o seu cândido amor
 Mostre-me o caminho dos bem-aventurados
 Antes que a escuridão mostre a sua face
 E conduza-me para além das montanhas
  
 Cerque-me com o seu verdadeiro amor
 Envolva-me com o seu doce sorriso
 Antes que a densa e atroz escuridão
 Deixe-me perdido no breu da solidão
  
Sim, minha imaculada amada
Sinto que as pálpebras já pesam
E a qualquer momento serei uma sombra
Um frio retrato pendurado na parede caiada
 
Confesso-te, mergulhado em meus pesares
Que nunca cessei de querer-te
E diante de tantos erros que cometi
O meu castigo foi despertar longe de ti 
  
Então, suplico-te em meu último sussurro
Cerque-me com a sua melodia
Com o seu perdão
Com o seu amor
imagem: https://semeandochamas.wordpress.com/2011/03/31/se-prostrando-2/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s