A estrutura e a humanidade

Fundada sobre concreto,
Erguida com tijolos e cimento,
Amarrados em pilares de aço.

Mas essa é uma estrutura
que não se sustenta
sem aqueles que vibram.

Quartos sem almas,
Corredores sem vida,
Pátio sem líderes.

A verdadeira construção
de uma instituição,
é a sua Dimensão Humana.

O vazio que não se preenche,
O silêncio ensurdecedor,
O pulsar que não se sente.

As memórias de um recém passado
e as memórias de um porvir
preenchem as lacunas de uma vida.

Ciclos que se abrem se se fecham,
Estruturas frias de concreto rijo,
O calor humano que vem e acalanta a alma.

Que os novos não tardem em vir
Para povoarem os quartos,
Agitarem os corredores...

e, sobretudo,

No pátio principal,
em uníssona voz entoarem,
Adjunto de Comando, Brasil!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s