“Perguntas inacreditáveis” feitas aos ministros em coletiva sobre Covid-19

Nessa segunda-feira, 30, um novo formato de coletiva foi adotado pelo planalto para divulgar as ações de enfrentamento ao Covid-19, que segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, envolverá vários ministérios que reportarão as ações que estão tomando.

Além do citado personagem, participaram ainda o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, entre outros.

Poderia aqui citar inúmeros pontos importantes por eles abordados, passíveis de reflexões.

Entretanto, quando foi aberto o espaço para que os jornalistas elaborassem 8 (oito) 1perguntas, algo “estranho aconteceu”:

1Luciano Verdulin – Joven Pan:

Por que vem tendo um aumento constante de letalidade no Brasil?

2Tiago Nolasco – TV Record:

Se o senhor (ministro Mandetta) teve ou está tendo atritos com o presidente Bolsonaro?  Se sente ameaçado de demissão ou pretende deixar o cargo?

3Delis Ortiz – TV Globo:

Sobre a orientação científica, técnica baseada em orientações da OMS que vem sendo dada pelo ministério da Saúde e sua equipe e a orientação não científica, política que vem sendo dada pelo chefes do senhores, presidente Jair Bolsonaro. Esse conflito vai permanecer ou os senhores que estão tomando uma ação conjunta vão conseguir convencer que a orientação é científica no mundo inteiro?

4Daniel Vertmann – Estadão:

Detalhamento da distribuição dos testes rápido do Coronavírus.

Se conversou com o presidente Jair Bolsonaro e se chegaram em um consenso sobre o isolamento social que o presidente defende e o qual o ministério defende.

O presidente saiu ontem fazer visitas. Pode?

Tempo esgotado

Devido ao tempo, as perguntas foram encerradas. Esclareço, ainda, que o nome dos profissionais poderá ter incorreções, considerando que não busquei no Google como se escreve o sobrenome.

Perguntas importantes?

Em tese, foram feitas quatro perguntas, na prática, o último repórter fez três, e o número 2 fez duas. Assim, 7 perguntas foram feitas.

Dessa forma, duas perguntas realmente focaram somente do tema Coronavírus, as demais foram com iscas para causar instabilidade no governo.

Daí me pergunto o quão engajada está a grande mídia em realmente informar e não em propagar “toxidade”!?

Ora, realmente haveria inúmeras perguntas importantes a serem feitas aos ministros, mas os profissionais da imprensa se preocupam em alimentar polêmicas envolvendo o presidente da república.

Ora, um repórter ter a oportunidade, dentre tantos, de efetuar uma pergunta na coletiva, e a desperdiça questionando ao ministro da Saúde se o presidente está certo em fazer visitas… ora, em qualquer boteco ele encontraria dezenas, centenas de especialistas com as suas respostas.

Mais um motivo para começar a assistir diretamente na fonte, sem intermediação!

Vídeo completo disponível em: https://www.facebook.com/tvbrasilgov/videos/227463161738956/

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s