Venezuela: censura na mídia, redes sociais em alta

Redes Sociais cumprem o papel de difundir informação na Venezuela.

Desde que a crise se instalou no país vizinho, a mídia tem sido censurada, por exemplo, o canal de tevê CNN, em Espanhol, foi tirada do ar desde o dia 15 de fevereiro por ordem de Maduro. Depois disso, outras se calaram.

Assim, os meios mais difundidos para se manter atualizado por lá são as redes sociais, como WhatsApp, Twitter e Instagran.

O uso delas, para informação e mobilização, já demonstrou que surtem efeitos fantásticos, como em várias manifestações aqui no Brasil. Se usadas para o bem, são excelentes em sua função de conectar as pessoas para informar, unir e estabelecer mudança.

Brasil: e agora, essa limitação de uso da internet, impondo limites e tarifando mais, qual é o impacto real que será sentido na livre e ilimitada manifestação do pensamento? na mobilização social? do livre exercício da cidadania?

Nossos estimados governantes, como sempre, sempre estrategistas, pensando em calar a grande massa e permanecer no poder. Limitar hoje, para limitar e calar amanhã, ou será que não?

 Gabriela Rojas grojas@el-nacional.com Claudia Smolansky csmolansky@el-nacional.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s