Brasil: a guerra na visão tupiniquim

Os brasileiros vivem em um cenário de guerra, no qual, silenciosamente, milhares de pessoas morrem todos os anos: doentes em corredores de hospitais, linha de pobreza que se alastra cada vez mais, educação deficitária, não encarceramento de criminosos por falta de espaço nos presídios, políticos corrompidos e que estimulam a corrupção, desvio de verba pública que tira a dignidade de todas as pessoas, produtos químicos misturados na carne…

O resto do mundo é indiferente a esse cenário, pois cada um tem os seus problemas. Nós, brasileiros, em nossa grande maioria, também somos assim. Assistimos pela TV ou internet a decapitação de pessoas em outros países, atentados terroristas, perseguição de cristãos, guerras… Mas tudo bem, é longe de nossas fronteiras, temos os nossos problemas. Ou, então, se é dentro de nossa pátria amada, mas se é em outro Estado, em outra cidade, tudo bem. Ou, ainda, quando bem perto e se o problema for com um vizinho, cujo filho está perdido no mundo das drogas, continua tudo bem. Assim a vida segue, cada um tem a sua dor de barriga.

Entretanto, um cenário que se forma agora, com potencial ataque químico, disparos de mísseis e grandes potências dividindo opiniões, faz muitos saírem um pouco de sua zona de conforto, ou será que também não? potências bélicas com posicionamentos diferentes, bastando apenas uma palavra dita errada, um dedo no botão errado e surgira algo que afetará o mundo todo… Pouco importarão as divisas, as fronteiras, e o que cada um faz com a sua dor de barriga.

Mas para a maioria dos brasileiros todos esses cenários, interno ou externo, causam pouco impacto ou, simplesmente, nenhum. Sofrem nas portas dos hospitais, erguem suas cercas, colocam grades nas janelas por falta de segurança, alimentam-se precariamente, observam facções administrarem o país… e continuam dormindo tranquilamente em suas camas, com preguiça de caminhar e manifestar seu descontentamento em um domingo nublado, por exemplo. A vida continua seguindo no modus tupiniquim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s