Pensar dói

Você já sentiu essa dor? Qual foi a sensação?

Sabe quando você tem de usar o cérebro e encontrar uma solução para um problema, e embora você pense não encontra nenhuma satisfatória? Ou quando estuda para uma prova e na hora agá o vazio toma conta? O sentimento de impotência diante de um raciocínio que não resolve nada, que não vai além, que não sai do lugar comum, que patina?

Esses são apenas alguns exemplos da dor que se sente quando se pensa, e que denotam a dor em seu sentido negativo.

Mas há o outro lado, e falo da satisfação de raciocinar e encontrar um caminho diferente, uma solução, um verso nunca dito, uma canção nunca cantada, o dez na prova…

Há quem prefira trabalhar em uma linha de produção, por exemplo, a trabalhar com desafios diários, onde problemas surgem a todo instante, desafiando a mente em busca do novo.

Enfim, infeliz daquele que nunca sentiu a dor do pensamento e a felicidade resultante do trabalho intelectivo, pois nunca saberá que os milhões de neurônios que habitam o seu cérebro são capazes de produzir um mundo infinito de possibilidades e de sorrisos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s