Datilografando Lettera 82

Indescritível o olhar que minha filha de 11 anos lançou ao objeto que revolucionou a apresentação dos meus trabalhos escolares há 20 anos. “Que legal!”, falou sorrindo ao datilografar as primeiras letras.

Esquecida estava em cima do armário, com nota fiscal, manual e certificado de garantia. Lugar indigesto para aquela que tanto trabalhou, acompanhando-me, inclusive, até o término da faculdade, em 2001.

Agora, na estante de livros, próxima de olhares e mãos curiosas, estas ansiosas para datilografar no papel em branco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s