"Pequeno Príncipe ou Grande Déspota?"

Atenção: Este não é um texto de ficção. Qualquer semelhança com pessoas que você conhece, não é mera coincidência.
A cena que vou narrar, ocorreu com uma “família” em um supermercado. O casal aparentava meia idade, e o filho, muito bem vestido, aparentava quatro ou cinco anos. Até aí tudo bem. Entretanto, eis que o pequeno príncipe rouba a cena e transforma-se naquilo que os pais o tornaram, um déspota.
O menino começou a chorar e a gritar que queria algo que eu não compreendia muito bem o que era. Não contente, ele sentou no chão e o drama continuou.
O pai, durante o espetáculo circense, permaneceu passivo, sem fazer ou falar absolutamente nada.
A mãe, por sua vez, após falar seis, sete vezes para o menino parar, diz que vai comprar o que ele pedia, com a condição que ele se levantasse e parasse de chorar.
O pequeno príncipe, que não articulava as palavras muito bem, mas compreendia perfeitamente o que as palavras mágicas de sua mãe significavam, levantou-se e caminhou calmamente ao lado de seu pai. 
Pergunto: Qual é a educação que os pais estão dando para seus filhos? Não apenas nesse caso, mas em tantos outros que vemos por aí, todos os dias?
Uma das respostas possíveis: Estão dando uma educação baseada numa relação de troca, e não de respeito ao princípios que regem uma família.
Hoje, salvo exceções, é tudo mais ou menos assim: O filhinho só obedece se o papai der um presente; o filhinho só estuda se o papai promete mais presentes para o final do ano; a filhinha só coopera se o papai ameaça não dar mais o dinheirinho para a princesinha passear no shopping, com as amigas no final de semana.
O grande filósofo Pitágoras, que viveu de 580 a 497 a.C., deixou um pensamento fenomenal: “Observa o teu culto a família e cumpre teus deveres para com o teu pai, tua mãe e todos os teus parentes. Educa as crianças e não precisarás castigar os homens”.
Duas palavras-chave nesse pensamento: Família e Educação.
Mesmo essas palavras sendo proferidas há mais de dois mil anos, muitos não compreendem o significado e permanecem na mais completa ignorância.
Reforço: Eduquem os seus filhos e filhas, mostrem para eles o caminho correto e civilizado; ensine-os a respeitar os pais e ao próximo, enquanto ainda são crianças. Caso contrário, fatalmente você estará destinado a viver preocupado em tirá-lo das drogas, ou a visitá-lo atrás das grades, ou quem sabe,  visitá-lo, todos os anos, na casa dele, no dia 2 de novembro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s