"Flagra de Sexo em Carro em Jaraguá"

Há palavras que chamam muito mais a atenção que outras, se o título fosse “beber água”, “fofocar é feio”, ou qualquer outro, aposto que não teria tanto holofote. Mas quando unimos duas palavras que os brasileiros gostam “sexo” e “carro”, a audiência aumenta; só faltava ter no título outra palavra: futebol.

Entretanto, o texto, e consequentemente o vídeo, é para demonstrar que nem tudo que lemos ou vemos (ouvimos) é o que parece ou o que está realmente acontecendo.

Assim, questiono: quantas vezes você, ou alguém que você conhece, já falou de algo, ou de alguém, sem ter certeza?

Muitas vezes as pessoas falam de outras simplesmente por falar, sem considerar a história e a individualidade da outra pessoa, pouco se importando com as consequências que isso trará. Ou, até mesmo pelo contrário, como dizem, pelo simples fato de “ver o circo pegar fogo”.

Nossas escolhas chamam a atenção, comportamentos chamam a atenção, condutas chamam a atenção, a maquiagem chama a atenção, as roupas, o modo de andar, de olhar, falar…

Podemos ter a certeza que somos olhados por outros, mesmo que não percebamos. Podemos ter a certeza que somos julgados, e muitas vezes condenados sem dever..

Sempre é prudente lembrar que as aparências enganam, assim como as palavras: não é porque uma mulher gosta de usar saia curta que é pervertida – para não usar outras palavras -; não significa que o homem é sincero ao levar flores para sua esposa; não é porque alguém diz “eu te amo” que nunca irá trair a confiança; não é porque alguém abraça que significa que é seu amigo; não é porque alguém fala a verdade, por mais que doa, que a pessoa quer vê-la mal.

Olhar-se no espelho. Pensar antes de falar ou julgar alguém. Refletir sobre as palavras e condutas dos outros, antes de falar o que pensa, de revelar os seus sentimentos ou segredos. Conhecer o outro antes de se entregar, pois poderá acordar sozinho, sem ninguém ao seu lado. Essas parecem ser dicas sensatas de sobrevivência em sociedade.

Enfim, talvez esse não seja o texto que você esperava; talvez o vídeo não mostre o que você imaginava. Mas que isso sirva de lição: nem tudo é o que parece!

Você até pode não concordar com tudo o que eu disse, e ter achado o texto uma grande miscelânea, mas, quase com certeza, vai achar o vídeo cômico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s