Milagre dos Peixes

10
A Constituição Brasileira afirma que todos nós somos iguais, inclusive com vários direitos que devem ser tratados como universais.

Entretanto, há temas, que quando ouço na mídia, chego à conclusão que por mais parecidos que as pessoas sejam, elas são totalmente diferentes, dependendo, principalmente, do volume que elas têm na carteira.

Essa diferença fica mais evidente ainda, quando o tema em questão é a Saúde.

Exemplificando: Sempre aparecem notícias sobre a recuperação da saúde do cantor Pedro Leonardo – que até o acidente era apenas mais um Pedro dentre tantos. Lembro que quando ele recebeu alta, no início do mês passado, várias pessoas se emocionaram; pois muitas acreditavam que ele não sobreviveria. E “todos” ficaram surpreendidos que ele, após quase três meses internado em um dos melhores hospitais da América Latina, o Sírio Libanês, saiu sorrindo.

Lembremos: No acidente de carro o cantor quebrou uma perna, teve hemorragia abdominal e traumatismo craniano com edema grave, permanecendo em coma por vários dias.

O pai do garoto, o cantor Leonardo, afirmou em entrevista, no dia da alta, que lembrando de tudo o que passaram, foi um milagre o seu filho ter sobrevivido.

Diante tamanha felicidade daquela família, penso que, infelizmente, a mesma alegria de ver o filho vivo após um grave acidente, não é usufruído pela maioria da população. Pois essa maioria, quando sofre um grave acidente, não dispõe de uma conta recheada, e, portanto, não dispõe dos melhores hospitais, dos melhores médicos e do que há de melhor na tecnologia. Portanto, os milagres ficam mais difíceis e a fé deve ser infinitamente maior.

Mas não precisamos ir muito longe ou estar gravemente acometido por uma doença para perceber que as verdinhas, ou melhor dizendo, as “garoupas” fazem bem para a saúde, e não é devido ao ômega 3.

Ao fazer contato telefônico com uma clínica médica em Jaraguá do Sul e solicitar o agendamento para uma consulta, a gentil atendente pergunta se é particular ou por plano. Ao responder que é pelo SC Saúde, ela diz que para este ano a agenda já está cheia. E ao ser questionada se a consulta fosse paga, ela responde que há vaga, ainda, para o mês de agosto.

Ou seja, nada que duas garoupas não resolvam o problema. Ou seja, mais um exemplo que “somos iguais perante a lei”, ao menos no papel.

           Usando a mensagem estampada na camiseta do Pedro – o famoso -, no dia da alta, eu digo também aos amigos iguais: “Nunca desistam de pescar, pois um dia as garoupas podem aparecer e a sua saúde com certeza irá melhorar”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s