China – moscas – rodízio.

7

Jaraguá do Sul proporciona uma gastronomia bastante diversificada. Restaurantes, lanchonetes, pizzarias, trailers que vendem cachorros-quentes, e por aí vai.

Para aqueles que preferem ficar em casa e utilizar o serviço do “delivery”, ou falando no bom português, do disk-entrega, também é uma boa opção.
Mas quando o assunto é alimento, e esse alimento é preparado em qualquer lugar que não seja a nossa casa, é necessário termos atenção redobrada e tomarmos alguns cuidados indispensáveis à nossa saúde.
Eu, particularmente, quando vou a um restaurante ou a uma lanchonete, sempre estico os olhos para o local em que são manipulados os alimentos. Como diz o ditado “quem vê cara não vê coração”, portanto eu digo “quem vê balcão, não vê a cozinha”.
Assim, algumas vezes, chego a solicitar para visitar o mágico local, no qual farinha e ovos viram panquecas; tomates, salada; laranjas, suco.
Alguns prontamente atendem, entretanto, outros sorriem meio amarelo, entram, e depois de meia hora retornam, dizendo que foi liberado pelo patrão.
Pois digo, que na verdade foram arrumar ou limpar a bagunça que estava, para depois permitir que algum cliente entrasse.
Em alguns lugares, definitivamente não volto mais, muito menos peço uma “deliciosa e recheada” pizza para comer em casa.
Teve uma lanchonete, que pela sujeira em que estava o banheiro, fez-me lembrar da capital chinesa, Pequim, e a sua norma divulgada em maio deste ano. A norma trata da limpeza dos banheiros, limitando, inclusive, a presença de duas moscas em banheiros de restaurantes, bares ou qualquer outro banheiro aberto ao público.
Entretanto, descobri que após dois meses da norma entrar em vigor, os proprietários dos estabelecimentos comerciais estão encontrando grandes dificuldades, principalmente porque as moscas se mostram irredutíveis, elas não querem aceitar tamanha audácia do ser humano. Elas afirmam que há muita sujeira para apenas duas moscas por local.
Alguns restaurantes espelharam-se em algumas cidades brasileiras, queriam fazer com as moscas o que aqui é feito com os veículos, ou seja, o rodízio conforme a placa, entretanto, as moscas se mostraram críticas a esse sistema, e não aceitaram essa forma pouco inteligente de efetuar o controle. Primeira porque elas não possuem placas; segundo porque elas têm o direito de ir, vir e permanecer em qualquer lugar. Dessa forma, até agora não houve um acordo entre o homem e as moscas.
Prezados leitores, excetuando a brincadeira com os chineses – fato que é sério para eles -, a verdade é que com higiene nós realmente temos que tomar um cuidado especial, pois um ambiente inadequado para o preparo de alimentos pode contaminá-los e, consequentemente, a nossa saúde será prejudicada, podendo levar inclusive à morte.
Então não custa nada darmos uma verificada na higiene dos banheiros dos locais que frequentamos e, principalmente, olharmos com muito carinho para as cozinhas. Pois uma confraternização com amigos ou com a própria família poderá se tornar uma verdadeira tragédia.
De igual forma, compartilharmos nas redes sociais os exemplos positivos dessas aventuras em busca de um local agradável e sempre limpo.
PS.  Se alguém for para a China, por gentileza, socialize as novidades sobre as moscas. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s